14/07/2009

A história da religião do Rock

Muitos falam, muitos desprezam e muitos adoram. Todo mundo já ouviu um pouquinho de Rock, aquele som que faz as pessoas mexerem a cabeça e gritar do nada, como se tivesse magia própria (e ele tem). Como essse estilo de música surgiu? E pra onde ele foi, que não o vemos mais? Este 1º artigo mostrará isto e muito mais, mostrando como o Rock surgiu, se desenvolveu, seu impacto, e como ele foi transformado na merda que é hoje.


"A Terra era sem forma e vazia, e havia trevas na face do abismo..."

O mundo não tinha um estilo de música tão contagiante como o Rock até a década de 50. Talvez apenas o Jazz e Blues, mas que não eram exatamente ritmos pra se soltar. Até que um deus nórdico, Odin, conhecido como Deus Metal quis reconstruir seu reino e ter uma legião nova de admiradores, compensando a perda de seus antigos adoradores, os Vikings. Deus Metal teve a ideia de formar um fé musical, pois percebeu que a música era um jeito muito poderoso de se aproximar das pessoas. Assim Deus Metal misturou estilos como Jazz e Blues, com Country, Folk e Soul, e criou o Rock N' Roll.

"Então lhes faz saber a obra deles, e as suas transgressões, porquanto prevaleceram nelas."

Seu estilo de música era tocado por negros, que ainda eram muito marginalizados na época. E para fazer sua música ser ouvida por todos, influenciou um jovem caminhoneiro chamado Elvis Presley a ser seu discípulo, e Elvis o fez. Com Elvis, o Rock ficou conhecido mundialmente, e se tornou um estilo musical libertador, não só pela sua origem como pelo impacto na época. O Rock por alguma razão inspirava rebeldia nos jovens.

O Espírito do Rock se irradiou na Inglaterra, onde foram formadas várias bandas influenciadas pelo Rock, que depois participaram da Invasão Britânica, quando as bandas da Inglaterra foram fazer sucesso nos Estados Unidos. Uma dessas bandas inclusive era formada por quatro bons moços também almofadinhas, os Beatles. Eles fizeram o Rock ser ainda mais popular, e abriu espaço para bandas como Rolling Stones, Yardbirds, The Animals, The Kinks, The Who, entre outros Thes.

O estilo foi tão popularizado que ele teve um festival, o Festival de Woodstock, o festival considerado o auge do Movimento Hippie, que além de mostrar o Espírito do Rock, também criou a frase "Sexo, Drogas e Rock N' Roll". Os grandes músicos desse tempo foram Janis Joplin, Jim Morrison do The Doors, e o exímio guitarrista Jimi Hendrix.

"... maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem."

O tempo foi passando e o Rock passou por transformações. O Rock Progressivo e o Hard Rock foram muito populares na década de 70, e praticamente já tinham seus seguidores formados. O fãs conseguiam se divertir ao som de Aerosmith, AC/DC, KISS, Queen, Twisted Sister, enquanto havia Black Sabbath que fazia o Heavy Metal, um estilo de Rock mais pesado. Esta inclusive deu origem a várias outras bandas, formando novas vertentes e conseguindo mais adoradores.

O mundo praticamente girava em torno do Rock, e o Heavy Metal além de se expandir e ter novos gêneros, foi o refúgio para os chamados "headbangers", os adoradores do Heavy Metal que sofriam preconceito por parte da Sociedade. Este estilo de "Rock pesado" se tornou tão popular e cativante que tomou dimensões próprias, deixando de ser apenas uma ramificação do Rock. Este fato foi um dos motivos para o Rock começar a ficar esquecido - além é claro, da popularização de estilos musicais pop, mais acessíveis e mais mostrados na Mídia.

As últimas vertentes do Rock foram o Punk, que não tinha intenção nenhuma de mostrar virtuosidade sonora, e sim rebeldia e espírito de rebelião; e o Grunge, que pode ser chamado de Punk de Seattle, cidade berço deste estilo.

Enquanto isso o Pop estava conseguindo muito mais fãs do que o Rock e Heavy Metal juntos, já que os dois foram vítimas de preconceito e marginalizados pelas pessoas. Até que o Rock deu seu último suspiro de vida quando o líder do Grunge, Kurt Cobain, vocalista do Nirvana foi assassinado por sua própria esposa, Courtney Love. Vários fãs e rockers ficaram desolados, e até os headbangers ficaram mexidos, pois sabiam que a morte de Kurt estava desanimando todos os rockers que poderiam fazer bandas no futuro. A morte de Kurt foi praticamente o primeiro tiro de uma revolução Pop no mundo, que teve finalmente seu reino estabelecido. O Rock acabou depois disso, e a história que se segue é composta inteiramente de desgraça.

"Uns, pois, clamavam de uma maneira, outros de outra, porque o ajuntamento era confuso; e os mais deles não sabiam por que causa se tinham ajuntado."

O Pop conseguiu seu reinado com boy bands, com putinhas loiras que cantavam playback, com negros marrentos que diziam que faziam Rap, e com músicas totalmente mexidas em computador. Toda esta dominação do Pop fez o cenário musical se tornar uma confusão sem tamanho. Bandas podiam ser tanto de Punk como eletrônico, e Alternativo misturado com Hip Hop, tudo ao mesmo tempo e fazendo uma mistura sem sentido. Isso influenciou também o Rock, que perdeu suas características originais e ficou Alternativo. Grupos como Radiohead, Rage Against The Machine, R.E.M., White Stripes, Foo Fighters, Creed constituíam o bizarro cenário musical, e que nem lembravam nem um pouco o Rock que existia.

Assim os anos 2000 chegaram, e com ele a destruição. Enquanto antes o cenário musical se fazia Pop, ele mesmo começou a se misturar com o Rock, e fez filhos híbridos malditos, chamados Os 4 Excomungados do Rock: o Pop Rock, que só de ter "Pop" no nome não pode se intitular Rock; Rock Alternativo, que pode ser qualquer coisa menos Rock; Indie, criado na Inglaterra e com muita influência do Alternativo e New Wave; e finalmente Emocore, feito por adolescentes frescos, mal-resolvidos sexualmente e com tristeza prolongada.

Esta é a história completa da religião do Rock. Ela entrou em ascensão e teve uma queda estrondosa, e o que resta de bom são bandas antigas e Heavy Metal, com todas as suas ramificações que continuam na ativa até hoje. Nenhuma banda hoje em dia toca Rock de verdade, pois as bandas novas não fazem mais do que heresia a este estilo musical sacrossanto, proferindo blasfêmias com a intenção de auto-promoção.

"Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente."

Não confie em nada novo. Viva o Rock de verdade, e Mantenha o Espírito Vivo. Esta é a mensagem que esta Bíblia quer passar.