11/11/2009

Missão impossível

Em uma recente entrevista exibida num canal de TV nada respeitável (MTV), a banda semi-deusa Massacration falou a nós, simples mortais, suas considerações sobre seu novo CD "Good Blood Headbanguers". Vídeo da entrevista na íntegra aqui. Na entrevista, Detonator fala que seu novo disco "... é Heavy Metal, de primeira qualidade. Se você gosta de Angra, se você gosta de Sepultura, se você gosta de Heavy Metal em geral, você não viu nada. Porque esses discos que você tem em casa são... porcaria. Isso (mostra o CD), é um bom disco de Heavy Metal. O resto... é o resto."

Faixas do CD:
01. Hammercage Hotdog Hell
02. The Mummy
03. Sufocators Of Metal
04. The Bull
05. The Fire, The Steel, The Heavy & The Money
06. The Big Heavy Metal
07. Bad Defecation (The Bost Thunder)
08. Good Blood Headbanguers
09. Massacration
10. The Hymn Of Metal Land

O que impressionou nesta entrevista foi uma coisa muito estranha: que o Massacration está empenhado em trazer os emos para o mundo do Heavy Metal. Quem já leu o artigo desta Bíblia do Rock "Estudos sobre a Igreja Romancista da EMOção" , sabe que a chance disso acontecer é praticamente zero. Até o próprio Massacration reconhece que emos são jovens frágeis, jovens juvenis, jovens delicados, jovens sem eira nem beira, são delicADINHOS E NMHANHMMHAAAAAAAHHH!!!! Mas como eles são uma banda que já lançou 89 discos (no último artigo deste blog eram só 77!), influenciou toda a vertente Heavy Metal e já fez uma turnê interplanetária, transformar os emos em true headbangers pode não ser uma tarefa tão difícil... ou sim.

Este autor listou algumas ações que, na teoria, seriam necessárias para transformar os emos em rockeiros de verdade. Eis elas:
  • Tirar a revista Capricho de circulação (de preferência matar o dono da revista e demolir o prédio-sede dessa magazine herege);
  • Matar os grandes nomes do emo do mundo como Fall Out Boy, Simple Plan, Good Charlotte, Panic! At The Disco e eticétera;
  • Matar Robert Pattinson, Kristen Stewart e todos os outros atores de Crepúsculo;
  • Destruir a eMoTV;
  • Matar os descendentes do Rock nacional do Brasil, Cine, Hevo 84, Stevens (que fizeram um clipe igual ao do Franz Ferdinand);
  • Adotar a atitude da Rússia e aprovar uma lei que proibe os emos de circularem nas ruas;
  • E se algum emo andar nas ruas depois da lei aprovada, pena de quarentena dias em clínicas de desentoxicação, para aprender a largar de drogas como ForFun;
  • Destruir o Walt Disney World e todos os artistas que surgiram desta companhia maldita, como HSM, Britney Spears, Christina Aguilera, Justin Timberlake e todas as artistas que saíram de seriados e/ou permanecem neles. Principalmente Hannah Montana e Miley Cyrus. E não, elas não são a mesma pessoa.
  • Fazer uma arca viking com um casal de cada vertente do Rock e Heavy Metal e fazer chover por 40 dias e 40 noites, até que todos os emos e hereges sejam mortos.
A última dica revela uma coisa: é muito mais fácil MATAR um emo do que CONVERTÊ-LO à religião do Rock. Seria necessário uma forma de... conformismo do emo até o som mais extremo, até que o emo aceite o som pesado do Rock de verdade. Esse método foi o mesmo que Deus Metal usou para fazer sua igreja musical: primeiro fez o Rock N' Roll, evoluiu-o, e agora temos até o Viking Metal. Há outro método que é: transformar a tristeza dos emos em raiva, até que eles se tornem punks, e depois vão para as vertentes que lhe couberem: Grind, Heavy... Mas a verdade é que este autor se sente um herege só de considerar a POSIBILIDADE de que um dia os emos podem ser true headbangers... já é meu instinto odiá-los. Por enquanto ainda guardo um profundo ódio quando penso em um emo e....... Quer saber? Vou pegar um machado, ir pra floresta e agir com um troll. Depois eu volto. Adeusmetal.

 

Novo álbum do Guns em breve...

Fonte: Whiplash!

Guns N' Roses: DJ Ashba diz que novo álbum sairá em breve
Traduzido por Nacho Belgrande | Em 06/11/10 | Fonte: Blabbermouth

Durante uma entrevista (veja vídeo abaixo) no Hangar 8 no aeroporto de Santa Monica, Califórnia, com o site Artisan News Service na quinta-feira passada (quatro de novembro), para promover o lançamento do novo vídeo game "Call Of Duty: Black Ops", o guitarrista do GUNS N’ ROSES, D.J. Ashba disse que os fãs não vão ter que esperar muito pelo próximo disco de estúdio da banda. “Estamos conversando sobre isso agora,” ele disse. “Temos lançado um monte de ideias e deve ficar bom, cara. Temos muita coisa boa na bandeja pra sair. Não vai demorar, eu prometo. Sim, eu estou animado em fazer isso acontecer. Muita merda boa. Axl (Rose, vocais) tem muita merda boa na manga, então eu estou realmente muito animado com isso.”


Além de Ashba e o único membro original da banda, Rose, a formação atual do GUNS N’ ROSES inclui os guitarristas Ron Thal e Richard Fortus, o baixista Tommy Stinson, os tecladistas Dizzy Reed e Chris Pitman e o baterista Frank Ferrer.

O ultimo disco do GUNS N’ ROSES, “Chinese Democracy”, foi lançado em novembro de 2008 como item exclusivo da [cadeia de lojas Americana] Best Buy, 17 anos depois dos últimos lançamentos da formação original, “Use Your Illusion I” e “II”. O disco foi uma decepção comercial, vendendo menos de um milhão de cópias nos EUA (de acordo com o sistema Nielsen Soundscan) apesar da longa espera.


Será que vai ser breve mesmo, cara? O "Chinese Democracy" também era pra sair rapidinho, e demorou 15 anos pra ser lançado... se formos confiar na palavra do DJ recém-empregado da banda...

Mas OK, vamos fazer uma conta: vamos entrar no ano de 2011, que é o possível tempo de gravação de álbum. Depois vem os efeitos de estúdio... enrolação... o álbum pode ficar pronto a partir de meados de 2015. Com a garantia da palavra da banda de Axl, unido ao melhor significado da palavra breve...

Julho de 2030 sai o novo álbum do Guns, pessoal! Uhul!

Duvido que até essa data, a China não se torne uma democracia!