21/01/2012

Após o caos

Desenho de última hora pra ilustrar o artigo.
Depois dos artigos "Pirataria é pirataria?" e "Rumo à sobrevivência", este autor que vos fala esclareceu muitos pontos acerca do mundo atual e o jeito que ele lida com a liberdade de compartilhamento de ideias e obras com direitos autorais. Num resumo, ele explicou como o Sistema trata os artistas como trabalhadores remunerados e dependentes do público pra viver, e como a indústria musical foi perdendo espaço para a internet, que livrou o povo das amarras do sistema e o permitiu compartilhar tudo que quisesse. As reações do Sistema não foram nada boas, e ele tentou influenciar a população e convencê-la de que não comprar as coisas que venham dele é uma coisa ruim, mas a população não deu a mínima.

Assim chegou a hora do Sistema de fazer uma ofensiva realmente drástica, extremista e preocupante a todos que defendem a liberdade de expressão e o simples ato de compartilhar seus gostos sem intenção de "roubar dos bolsos dos seus ídolos". Dois projetos de lei foram apresentados no congresso americano, os famigerados Stop Online Piracy Act (SOPA) e o Protect IP Act (PIPA), os dois com o objetivo comum de combater a pirataria, protegendo os direitos autorais de obras intelectuais e punir os que não cumprem esta ordem.

O SOPA visa suspender as atividades de sites que permitam, incentivem, se envolvam ou vendam obras que violem direitos autorais, mas sem precisar de qualquer ordem judicial. Ou seja: censurar imediatamente os sites que violem a lei, sem qualquer chance de acordo ou redenção. Já o PIPA é parecido com o SOPA, mas tem seu foco maior na distribuição de obras piratas e foco menor na venda de produtos físicos, como CDs e DVDs.

E para que esta lei funcione, todos os sites deveriam ser obrigados a rastrear e monitorar todo e qualquer ato ou serviço online, para proteger estas leis e evitar qualquer atividade que estimule a pirataria. E caso esta lei seja infringida, entrará em ação um sistema de bloqueio por DNS (Domain Name System - Sistema de Nomes de Domínios), que permitirá que o site infrator das leis seja retirado do ar.

Olha, quem diria! fazer projetos de lei desses parece um tanto extremista, mas é preciso ser enérgico ao combater a pirataria, não é? Se eles forem aprovados, o Sistema finalmente conseguirá acabar com a pirataria e derrubar o livre arbítrio! E isso não afetará só os EUA mas o mundo inteiro, já que os EUA detém da maior parte da internet e dos serviços prestados que os usuários do mundo todo podem usufruir. Além disso, outros governos menores podem acabar por serem influenciados pelo poderoso EUA e seguir seu exemplo! Está tudo perfeito!

Menos uma coisa... as consequências reais. Hoje em dia você não pode pensar as coisas de um jeito linear e deixar de pensar em tudo que o cerca. No final, de uma forma ou outra, uma coisa vai acarretar em outra coisa, que dará início a um ato, que desencadeará outro... uma série de acontecimentos que dão suporte à Teoria do Caos e neste caso, um futuro horrível para a liberdade de expressão. Abaixo você vê uma síntese dos projetos de lei em profundidade e a consequência deles no mundo real. Todos os sites do mundo tendo de ser censurados por infringir direitos autorais forçando todo mundo a se policiar para não viver à margem da lei, e sendo rastreada a qualquer instante... Não podemos deixar isso acontecer!!!!1!!!!1!1!!onze!!!!!!1

Com esse pensamento, alguns sites grande foram fazer seus protestos, além das campanhas populares que permearam as redes sociais. Veja abaixo alguns deles.OBS: aumente muito o volume.


Dentre o exército anti-SOPA-PIPA, incluindo os já mostrados no vídeo estavam o Google, YouTube, Facebook, Tumblr, Flickr, Foursquare, Creative Commons, Amazon, Greenpeace, Reddit, AOL, Wikipedia, Wordpress, Twitter, Yahoo!, 4chan, 9gag (lógico), Mozilla Fundation, IGN, Pirate Bay, eBay, Encyclopedia Metallum (\m/), entre outras. Outras empresas eram até a favor das leis, mas depois de receberem ameaças de boicote, a Nintendo, Go Daddy, Electronic Arts, Sony e outras viraram a casaca e estão do lado dos anti-SOPA & PIPA. Inclusive a própria Casa Branca.

Estes protestos foram feitos no dia 18/01, às vésperas dos projetos serem encaminhados para votação no senado norte americano. No dia seguinte em que essa votação seria feita (19/01), ela foi adiada para o dia 24/01, e pra melhorar, 18 senadores retiraram seu apoio aos projetos.

Mas para deixar o sangue dos guerrilheiros ainda quentes, o FBI retirou do ar o site MegaUpload, o site de compartilhamento mais usado da internet. O FBI acusou o site de lavagem de dinheiro e prendeu os responsáveis pelo site.

Em resposta a isso, quem apareceu? O Robin Hood da web escondido por uma máscara de incógnita, o grupo justiceiro da deep web Anonymous, que anunciou que uma retaliação viria em breve para os sites responsáveis pela queda do MegaUpload. Pouco depois, os sites RIAA, MPAA, Universal Music, Warner Music Group, as lojas virtuais da MGM e Warner, US Copyright Office, Departamento de Justiça dos Estados Unidos e próprio site do FBI foram atacados, além de outros sites menos importantes.

E no fim de tudo, no dia 20 de janeiro de 2012, o filho da puta idealizador destes projetos de lei Lamar Smith exibiu um comunicado oficial declarando que os dois projetos foram arquivados indefinidamente.

"Eu ouvi sobre as críticas e irei levar a sério suas preocupações relativas a legislação proposta para resolver o problema da pirataria online. Está claro que nós precisamos revisar a abordagem sobre a melhor forma de resolver o problema dos ladrões estrangeiros que roubam e vendem as invenções e produtos americanos. [...] O Comitê Judiciário da Câmara vai adiar a consideração da legislação até que haja amplo acordo sobre uma solução."

Isso deixa claro que os projetos SOPA e PIPA não voltarão como zumbis e muito menos com as ideias iniciais de censura, mas também que a questão da pirataria continuará a ser discutida e novos projetos poderão aparecer. E do jeito que os colarinhos brancos não entendem nada destas novas tecnologias, é bom que todos continuem atentos ao futuro.

No fim, esta última semana será marcada em toda a história contemporânea, lembrada como a vez em que o povo derrubou o maior governo do mundo. Esta também é uma lição óbvia do que esta Bíblia já disse no primeiro artigo mostrado: que tudo o que está acontecendo é um processo natural da evolução humana, e que o melhor jeito de resolver estes impasses é se adaptar a esta era, para assim evoluir. O antigo sistema de Oferta e Demanda não funciona mais nesta era digital onde tudo é rápido e livre. É preciso que um novo sistema nasça e que sirva mais ao povo do que aos poderosos, para que todos tenham acesso a tudo que tem direito. Um mundo que não evolua e se auto-destrua ao mesmo tempo pela incapacidade de raciocínio humano, mas aprenda a ter auto-crítica para crescer.


=== ATUALIZAÇÃO 27/01/12 ====

Não cansado de escravizar a humanidade, o Sistema partiu pro ataque novamente, desta vez às sombras e sem ser visto por ninguém. Mas vamos tirá-lo da escuridão: o projeto de lei ACTA (Acordo Comercial Anticontrafação) está sendo aprovado já em alguns países e é muito mais perigoso que o SOPA e PIPA, pois afeta o mundo inteiro.

Veja agora algumas fontes para se informar e saber sobre o que, com o que e como você lutará contra agora.

Stop ACTA! (em inglês)
Jovem Nerd News
Your Anoun News

Algumas notícias:
Os países que já aderiram ao ACTA
Fotos de protestos ao redor do mundo contra a ACTA
Um deputado francês pede demissão por causa da aprovação da lei
A União Europeia já adere à lei

Um vídeo didático e ilustrado em inglês, mas traduzido pelo sistema do YouTube.


A imagem abaixo mostra os países "infectados" pelo ACTA até agora. Vamos ver se o mundo fica totalmente enegrecido nos próximos dias ou não...

12/01/2012

Você ouve música de verdade?

Então dá uma conferida nessa tirinha...

Tirinha original aqui.

03/01/2012

Paradoxo da obediência

Esse deveria ser o 6º Sermão da Planície por várias razões.

A Bíblia do Rock é um site que, apesar de underground (até agora), tem uma influência estupendamente grandiosa e poderosa. Com sua linguagem atraente, irreverente, ousada e metida a intelectual, cumpre com louvor a meta de arrebatar pessoas ao Rock. São vários os casos de conversão e testemunhos de discípulos que foram arrebatados e que hoje seguem os ensinamentos deste site. Parece até uma religião de verdade!

Não só parece, mas é, pois alguns fieis (ou muitos, quem sabe) levam o conteúdo tão a sério que concordam, acreditam e seguem tudo que este autor fala pra eles, como se fossem verdades absolutas. Essa lavagem cerebral é feita do seguinte jeito:

O passageiro de primeira viagem toma um tapa acachapante na cara com essa "verdade", e se reconhece como um indigente. Então ele resolve ler as letrinhas miúdas da imagem e começa a procurar, conhecer e tentar gostar de Rock. Seja quais forem os motivos que o levaram a tomar essa decisão (baixa auto-estima, carência, solidão, depressão, ócio ou insanidade), o leitor decidiu ler o conteúdo e fazê-lo de guia.


Mas além do louvor e tudo, há o lado escuro da Bíblia que o leitor cego também leva em conta:
Quando o leitor percebe que não pode ser um sacerdote completo para a Bíblia por gostar de System of a Down, por não ter muitas camisas de banda e ter um cabelo pixaim, um espírito perturbador de "O problema não é você, sou eu. Eu não sou o bastante pra você" toma conta da sua mente, fazendo o fiel se sentir um falso sacerdote que merece 30 pedradas e 150 chibatadas por seus pecados.


Contudo, havia uma lição que o mais deprimido dos fieis levava consigo, como uma luz no fim do túnel:
Ou seja: era só gostar da Bíblia do Rock, esconder seu disco do SOAD (e condenar os outros que ouviam) que seu lugar em Valhalla já estava garantido. Com Mesmerize na cabeça.

O fiel que pensa desse jeito tem um motivo: acha que este site realmente é uma religião. E até um tempo atrás ele realmente era uma religião! Ele tinha exatamente essas mensagens acima impregnadas em artigos como "Sinais de blasfêmia", "Missão impossível", "Don't blame us \m/", "Fenômenos musicais: underground vs. mainstream", "A Maldição da Nova Era", "Comemore, chegou O FIM do Carnaval", "Isso sim é mãe!", "Coisas ofensivas", entre muitos outros vergonhosos. Todos esses representavam a antiga mentalidade da Bíblia que era louvar tão somente o Rock, convencendo a si mesmo e aos outros que este é o único e melhor caminho.

Mas a Bíblia mudou! Hoje ela tem artigos que fazem as pessoas pensarem e refletirem sobre seu papel no mundo, na Sociedade e o que podem fazer para tornar a si mesmos e o mundo melhores. Só com artigos falando de Rock! Veja os Sermões da Planície, os Posts OFF de domingo, os filosofais (ou não) Não ser, Decadência, A morte está ao seu lado, entre outros. Os citados agora são os últimos, pra ver como este autor está engajado em fazer artigos complexos. Ou melhor, que tenham a nova proposta da Bíblia que é: Através do Rock, fazer as pessoas elevarem suas consciências ao caminho de serem cada vez melhores, ascendendo em mente e espírito.

E mesmo assim, tem gente que ainda leva a Bíblia pelo antigo perfil! Acredita que essas pessoas agem exatamente como o pré-adolescente da tirinha? Elas até começaram a levantar o polegar quando fazem o \m/, jogam Brütal Legend em vez de Guitar Hero, ficaram mais antissociais e com desprezo infinito pelos "diferentes", não assistem mais TV nem ouvem rádio, só ouvem coisa true pra não ser chamado de poser, passou a desprezar bandas que gostava, entre muitas outras barbaridades. Mas a troco de que? De nada, apenas pra seguir erroneamente o que um site achado pela net segue!

E por isso esse artigo é feito especialmente pra VOCÊ que é um imbecil que segue e acredita em tudo que essa droga de site fala: VOCÊ É UM IDIOTA!!! Sabe como este autor reage quando pensa em você ou nota sua presença?

Ele tem um desprezo infinito por você! Porque ele não gosta de gente que não pensa por si próprio, não age por si mesmo e principalmente gosta de alguma coisa por gostar! Ele gosta de gente que usa o cérebro!

E aqui chegamos ao título do artigo, o Paradoxo da Obediência. Imagine se o bobalhoide lê tudo isso, qual será a reação que ele irá tomar? Ele vai agir como o bobalhoide da tirinha, obedecer o profeta que não gosta que gente o obedeça. Mas espera, a pessoa não vai desobedecer o profeta, e sim obedecê-lo pelo seu pedido de desobediência! Se ele pede pra pessoas o desobedecerem, elas vão obedecer a sua vontade! Mas não é ele quem não gosta de gente que o obedeça??? AAAAAAAAHHH!!!!

Este Paradoxo da Obediência parece ser muito complicado de ser resolvido, mas é só pensar melhor que ele é solucionado. É só pensar. Pensar é a palavra-chave, é o que este autor quer que todo mundo faça ao ler seus artigos. Não é ler com uma mente pré-disposta a aceitar tudo, mas ler como um texto comum, como qualquer texto ou obra encontrada pela primeira vez: analisando-a e vendo se combina com sua personalidade, pra só assim no final, concordar com o conteúdo.

Ou até para não concordar! O que importa mesmo é usar a cabeça. Este autor sabe que tem gente que não concorda com o artigo "Ecletismo existe?" ou com os comentários de "Frases do Rock", e ele acha isso ótimo! Este autor inclusive adora aqueles dois haters que apareceram no artigo "Fases", os haters de "O baixista é o verdadeiro inútil do Rock", e os haters acéfalos em geral, pois eles pelo menos não concordaram com este autor logo de cara, mas usaram seus cérebros pra analisar o conteúdo e fazer suas conclusões.

Este é o espírito da Bíblia do Rock, fazer as pessoas pensarem, tanto para o bem quanto para o mal! Não é de forçar, manipular nem mandar no leitor. Até porque é preciso ter muita baixa auto-estima, carência, solidão, depressão, ócio ou insanidade para fazer tudo que um site na net fala pra fazer. Isso certamente é causado pela idade/maturidade do leitor, e é até um fenômeno natural a pessoa querer se sentir especial e única por fazer parte de uma coisa, e por consequência acabar adorando e louvando essa coisa cegamente. Em resumo, ter um ídolo, ter algo pra fazer de guia, de identificar e se espelhar... Este site se sente lisojeado por ser tão importante na vida de pobres criaturas, mas também se sente culpada por fazer a cabeça de tantas mentes frágeis, apesar de saber que não é culpa dela mesma, e sim dos leitores imaturos. Leitores que às vezes nem sabem fazer interpretação de texto ou escrever direito.

E falando em "não saber fazer interpretação de texto", é possível que apareçam alguns leitores pensando que o autor fez esse artigo porque acha que todo mundo baba ovo pra ele. Mas quem sabe fazer interpretação de texto, sabe que o objetivo do artigo não é esse)

No mais, a Bíblia não é para ser um guia pra ninguém que não saiba usar sua cabeça. E feliz início, meio e fim de 2012 para todos os que usam a cabeça. Adeusmetal \m/