12/08/2012

Cutucando

É com orgulho e pavor que este profeta declara a todos que fez um Facebook. Ele pode ser acessado clicando na imagem ao lado.

O leitor já deve estar pensando que o profeta enlouqueceu e que ele está perdendo a cabeça, não é mais o mesmo, se vendeu pro mundo mainstream e está aguardando pra sentar no colo de Lilith. Mas calma, ele tem razões pra fazer isso. Boas razões...

No artigo comemorativo de 3 anos da Bíblia, este autor relatou que...

[...] a Bíblia não faz propaganda de si mesma por aí. Sua única forma de divulgação maior é o Facebook [página oficial], e ele é bem recente - mas também não é tão eficiente assim. Esta Bíblia se acostumou a ser encontrada por palavras aleatórias que as pessoas procuram pelo Google e acabam caindo de para-quedas por aqui. Sim, toda sua fama veio unicamente dessa forma de "divulgação".

Pra começar, a criação da Página da Bíblia no Facebook teve duas razões: a primeira é que o profeta achou conveniente fazer uma página oficial da Bíblia, pra fazer frente com as várias contas fake já criadas (tanto no Orkut quanto no FB, sem falar no Twitter). E, segundo, ele reconhece que, como o FB é popular hoje em dia, ele é uma boa forma de divulgação das obras deste site.

Mas haviam alguns problemas... como ele não tinha conta no FB, a Primeira-Dama que ficava encarregada de colocar as postagens da Bíblia na página. E este autor sempre tinha que enviar a ela uma imagem pra ilustrar o post, uma descrição pra explicá-lo e o link dele. E isso era um tanto desgastante e chato, mas não tão chato quanto a Primeira-Dama ser usada de pombo-correio.

E além de ter esse trabalho pra atualizar a Página, ela não atingia seu objetivo por inteiro, que é divulgar a Bíblia. E foi pensando num modo de divulgação maior que este autor achou viável a criação de uma conta própria. Mas, não foi apenas essa razão que o convenceu a fazer um FB, foram vários, pois ele tem aversão à redes sociais...
  1. Ele não queria mais usar a Primeira Dama como pombo-correio para a atualização da Página da Bíblia. Na maioria das vezes ela também não tinha tempo pra isso, pois este autor sempre foi o mais desocupado... Portanto, é mais prático ele mesmo fazer esse trabalho.
  2. Ele quer adicionar o máximo possível de pessoas pra divulgar sua Página. Com isso ele não recusará nenhum pedido de amizade.
  3. Ele acha bom usar o FB pra difundir suas ideias e mensagens pelo mundo de um jeito diferente do blog.
  4. Ele quer jogar Ninja Fruit Frenzy.
  5. A Primeira Dama ameaçou fazer greve de sexo se ele não fizesse logo a conta.
Mas que uma coisa fique claro: a identidade secreta do profeta continuará intacta, e nenhuma informação de sua vida pessoal será colocada na sua página. Isso porque ele não gosta do pretenso objetivo das redes sociais que visa aproximar as pessoas... Para o profeta, a internet serve pra trazer a ilusão de aproximação. Pois enquanto você compartilha coisas, comenta coisas, curte coisas e é ativo na internet, nenhuma dessas ações está no plano físico, mas somente no virtual. E é com essa ilusão de proximidade que a pessoa prende a se isolar, fazer de conta que tem uma vida social e viver cada vez mais recluso no seu próprio espaço, não compartilhando uma coisa que não seja virtual. Por isso o profeta não gosta das redes sociais, pois em vez de aproximar os humanos, deixa-os cada vez mais afastados um dos outros, iludindo-os.

E esse guerra contra sociabilização virtual começou desde a explosão do msn, onde ele se negava a fazer um por preferir ligar pra pessoa em vez de mandar caracteres pra ela. Mas como nem todo mundoe stava disposto a receber ligações... este autor cedeu e fez Msn. Depois foi com o Orkut, que este autor recusou 748567931068936 insistências de amigos pra ele se filiar a este site, pois não viu utilidade pra vida dele. Depois com a queda do Orkut, o FB veio pra infernizar os ouvidos do profeta com centenas de pedidos de gente desocupada, novamente.

No fim, este autor acabou cedendo a todos os 924913721972162797219721 pedidos de fazer uma rede social grande... MAS o padrão deste profeta é ir na contra-mão dos objetivos desses sites. Pois ele tem um blog, mas não o usa como diário. Tem um MePergunte, mas não responde coisas pessoais. Ele só respeita o Msn e o Tumblr, pois precisa manter contato com pessoas próximas (mesmo que seja por caracteres) e gosta de mostrar imagens bestas.

E agora ele tem Facebook, que não será destinado a mostrar sua vida pessoal, mas sim a vida de profeta. Por isso ele aceitará todos os pedidos de amizade, colocará seu perfil pra qualquer um ver e terá a maior transparência possível. Tudo pra divulgar a Bíblia e fazer ela atingir o potencial que foi destinada a ela pelas Nornes e por Odin.

E você, aproveite para adicioná-lo e espalhar a palavra do Rock através dos tempos.